Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

No comando: Programação Automática

Das 00:00 as 07:00

No comando: Show da manhã

Das 07:00 as 10:00

No comando: Experiência de Deus

Das 10:00 as 11:00

No comando: Sintonia Positiva

Das 11:00 as 14:00

No comando: Sucesso Integral

Das 14:00 as 16:00

No comando: Sertanejo bom demais

Das 16:00 as 18:00

No comando: Programação Automática

Das 20:00 as 23:00

No comando: Flashback

Das 23:00 as 00:00

Dois são condenados por assalto à agência dos Correios em Pedrinópolis

Compartilhe:

Dois homens acusados de cometeram um assalto à agência dos Correios em Pedrinópolis, em junho de 2016, foram condenados pela Justiça Federal em Uberaba. Eles já estão presos e não poderão recorrer da sentença em liberdade. A informação foi divulgada pelo Ministério Público Federal (MPF) nesta quinta-feira (14).

Segundo o MPF, um dos réus já estava condenado a 14 anos de prisão por outro assalto aos Correios em Pirajuba, realizado uma semana depois do roubo em Pedrinópolis. Agora, ele recebeu pena de oito anos e oito meses de prisão.

O comparsa dele, que tem antecedentes criminais por homicídio, furto qualificado, lesão corporal, desacato, resistência, roubos circunstanciados, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e contrabando, foi condenado a 13 anos e 24 dias de prisão.


O roubo

De acordo com a denúncia do MPF, no dia 15 de junho de 2016, por volta das 14h, um dos homens entrou na agência dos Correios de Pedrinópolis e, com uso de arma de fogo, rendeu o gerente e a esposa dele que também estava no local.

Depois, ele levou as vítimas para a sala da tesouraria, fazendo-os deitar no chão, e em seguida exigiu que o gerente fornecesse o código de abertura do cofre. Enquanto isso, o outro assaltante permaneceu em vigília na entrada da agência, para garantir a execução do crime.

Um terceiro indivíduo não identificado ficou fora da agência, auxiliando os comparsas pelo celular. Passado o período programado para a abertura do cofre, a dupla roubou R$ 75.765,61, e também levou R$ 10.266,07 do guichê da agência.

Quando a van dos Correios chegou ao local, os três assaltantes renderam violentamente o motorista, deram uma coronhada na cabeça dele, tomaram a chave e fugiram no veículo, que só foi encontrado no dia seguinte, abandonado em um matagal.

Para o Juízo da 1ª Vara Federal de Uberaba ficou caracterizada a prática do crime de roubo qualificado, eis que os acusados, “em regime de cooperação mútua, com divisão de tarefas, sob grave ameaça e violência física exercida contra um funcionário da empresa pública (motorista da van), subtraíram dinheiro em espécie – valor total de R$ 86.031,69 – da agência dos Correios localizada no município de Pedrinópolis/MG”.


Fonte: G1 Triângulo Mineiro

Deixe seu comentário: