Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

No comando: Programação Automática

Das 00:00 as 05:59

No comando: Manhã Rural

Das 05:00 as 06:59

show
No comando: Show da manhã

Das 06:00 as 09:59

padre-reginaldo-manzotti-1
No comando: Experiência de Deus

Das 10:00 as 11:00

sintonia
No comando: Sintonia Positiva

Das 11:00 as 12:59

16a
No comando: Sucesso Integral

Das 13:00 as 15:59

sertanejo
No comando: Sertanejo bom demais

Das 16:00 as 18:59

No comando: Programação Automática

Das 20:00 as 22:59

No comando: Flashback

Das 23:00 as 23:59

Cidades do Triângulo e Alto Paranaíba contabilizam 46 casos prováveis de dengue em 2018

Compartilhe:
health-zika-oxitec_paulo_whitaker_reuters

Mosquito Aedes aegypti transmite dengue, chikungunya e zika vírus (Foto: Paulo Whitaker / Reuters )


As cidades do Triângulo e Alto Paranaíba já contabilizam em 2018 46 casos suspeitos de dengue. De acordo com o segundo boletim do ano divulgado nesta segunda-feira (15) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), Uberlândia e Ituiutaba concentram os registros em investigação.

No primeiro boletim epidemiológico, divulgado no dia 8 de janeiro, havia nove casos prováveis na região. O Estado informa à imprensa o monitoramento de dengue semanalmente. Não há mortes sob investigação no Triângulo e Alto Paranaíba.

Em Minas Gerais, até o momento, foram registrados 476 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue. O mapeamento de infecções causadas pelo Aedes aegypti deve ser informado ao Governo Federal por todos os municípios. A determinação é do Ministério da Saúde e tem o objetivo de monitorar a infestação do mosquito.

Confira onde cada suspeita de dengue é investigada na região:

  • Uberlândia: 10
  • Tupaciguara: 3
  • Patos de Minas: 4
  • Ituiutaba: 16
  • Capinópolis: 1
  • Itapagipe: 1
  • Nova Ponte: 2
  • Presidente Olegário: 1
  • Rio Paranaíba: 1
  • Sacramento: 2
  • Santa Juliana: 1
  • Uberaba: 4

Chikungunya e zika vírus

Em relação à chikungunya e zika vírus, não foi registrado nenhum caso das doenças no Triângulo e Alto Paranaíba este ano.

Doenças

A zika, a chikungunya e a dengue são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. No caso da zika, a transmissão também ocorre por via sexual e de mãe para filho durante a gravidez. A dengue e a febre amarela são passadas apenas por meio da picada de mosquitos.

Para evitar a proliferação dos pernilongos, é importante não deixar água parada. Para evitar as picadas, é possível colocar redes nas janelas, vestir roupas que cubram braços e pernas e usar repelente.


Fonte: G1 Triângulo Mineiro

Deixe seu comentário: